IPSantarém em 2º lugar no Concurso Nacional do Poliempreende

Poliempreende
O Instituto Politécnico de Santarém obteve o 2º lugar, na 11ª Edição do Concurso Nacional do Poliempreende, que decorreu no Instituto Politécnico do Porto, nos dias 18 e 19 e onde estiveram a concurso 19 ideias de negócio.

O projeto apresentado pela equipa oriunda da Escola Agrária denomina-se Iellow e caracteriza-se pela inovação de produto e de marketing, através da disponibilização de um produto alimentar – o mel- numa embalagem que se destaca pela fácil abertura que permite ao consumidor uma utilização simples, amigável e “limpa”.

 

O Poliempreende é uma iniciativa que visa, através de um concurso de ideias e de planos de negócios, avaliar e premiar projetos desenvolvidos e apresentados por alunos, diplomados ou docentes destas instituições, ou outras pessoas, desde que integrem equipas constituídas por estudantes e/ou diplomados. É constituído por todas as instituições politécnicas do país e escolas superiores não integradas e escolas politécnicas das universidades.

Poliempreende no IPSantarém – sessão final

DSC_0156Decorreu no dia 18/6, na ESGT, a sessão final do concurso Poliempreende no IPSantarém, com a apresentação dos planos de negócio de seis equipas das escolas de Desporto, Agrária e Educação.
O júri constituído pelos representantes do IPSantarém, Caixa Geral dos Depósitos, Clube Business Angels,  Garval, e Nersant deliberou,  atribuir o primeiro prémio ao Projeto IELLOW, (ESAS), o segundo prémio ao Projeto HUSTEK (ESES) e o terceiro prémio ao projeto FUTBASE – apoio à gestão de Clubes (ESDRM).
Os restantes projetos, KARATÉ KID (ESDRM), LÁ FORA (ESDRM) e SAFETY TEAM (ESDRM), receberam uma menção honrosa que se traduziu na atribuição de um período  incubação e mentoria, pelo Centro de Negócios e Inovação de Rio Maior, pela Nersant e pela CMS, respectivamente.
Parabéns o todas as Equipas pela qualidade dos projetos.
O Projeto vencedor irá representar o IPSantarém, no Concurso Nacional, a decorrer no IPPorto, nos dias 18 e 19 de Setembro

Poliempreende 11 – Sessões Esclarecimento

Calendarização das Ações

30 de abril de 2014 – Sessão sobre Plano Financeiro – ESES

7 de maio de 2014– data limite para entrega das ideias de negócio

21 de maio de 2014– Apresentação das ideias de negócio – local e horário a definir

6 de junho de 2014- data limite para entrega do plano de negócios
18 de junho de 2014– Sessão final da edição regional – local e horário a definir.
 SESSAOFINAL
 _______________________________________

 

Apresentações 
05 de março  de 2014- Sessão de Abertura – ESAS

poli11

 

IMG_5120-001

 

Apresentação Poliempreende

Apresentação Sítio do Empreendedor

Geraçao de Ideias

 

___________________________________

13  de março de 2014 – Sessão de abertura- ESDRM

poliesdrm

 

IMG_0150

IMG_0151

 

___________________________________ 

2 de abril – Workshop sobre Plano  de Marketing – ESGTS

POli_Mark

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apresentação workshop 2 abril Plano de Marketing

Comunicação no Workshop sobre Plano de Marketing

2abril12abr2

 

__________________________________________

 Dia 30 de abril – Sessão Plano Financeiro
Plano Financeiro
DSC_0549
Documento em PDFApresentação Plano Financeiro
 ___________________________________
Dia 21 de Maio- Apresentação de Ideias de Negócios
Apresentação das Ideias de Negócio

Poliempreende 11 – Apresentação

Logo POLI em fundo branco-01

O Empreendedorismo é uma aposta inequívoca dos institutos politécnicos portugueses. Com o objetivo claro de incutir nos seus alunos o espírito de iniciativa, a vontade de empreender que possa conduzir à criação da própria empresa e gerar postos de trabalho, explorando o caráter eminentemente prático e profissionalizante da sua formação, os politécnicos criaram um concurso de projetos de vocação empresarial a que deram o nome de Poliempreende.

O Poliempreende é uma iniciativa que visa, através de um concurso de ideias e de planos de negócios, avaliar e premiar projetos desenvolvidos e apresentados por alunos, diplomados ou docentes destas instituições, ou outras pessoas, desde que integrem equipas constituídas por estudantes e/ou diplomados.

Este projeto é constituído por todas as instituições politécnicas do país e escolas superiores não integradas (Enfermagem de Coimbra, Hotelaria e Turismo do Estoril e Escola Náutica Infante D. Henrique) e escolas politécnicas das universidades

O concurso tem uma componente regional e outra nacional. A nível regional, cada instituto politécnico promove um conjunto de iniciativas que culminam com a atribuição de prémios aos três melhores projetos apresentados. Os projetos vencedores em cada instituição são, posteriormente, submetidos à apreciação de um júri que irá escolher os três melhores projetos nacionais.

A coordenação nacional do Poliempreende é rotativa, estando a 11ª edição do concurso a cargo do Instituto Politécnico do Porto.

O Poliempreende tem como objetivo máximo incutir e estimular o empreendedorismo, bem como proporcionar saídas profissionais de preferência através da criação do próprio emprego.

É um projeto concebido para promover a mudança de atitudes dos atores académicos nele participantes, induzindo-os a incorporar nas suas atividades regulares o desenvolvimento e a aplicação de métodos para a valorização do conhecimento gerado no sentido da assimilação do empreender. Paralelamente, contribui para o enriquecimento curricular dos seus participantes.

Está orientado para dar à sociedade e à economia um forte e sério contributo, através da constituição de empresas de cariz inovador e implantação regional, que possam ser levados à prática e, ainda, para o fomento do empreendedorismo nas regiões de influência das instituições de ensino politécnico e das PME criadas no âmbito do Poliempreende.

Poliempreende 11 – Candidaturas

Logo POLI em fundo branco-01

Candidaturas

As candidaturas ao Concurso Regional serão efetuadas com a apresentação do Plano Sucinto de Negócios, em cada instituto politécnico ou escola politécnica não integrada.

O Plano Sucinto de Negócios será apresentado no modelo do Poliempreende, mas com a componente financeira no modelo do IAPMEI.

Os projetos selecionados em primeiro lugar em cada Concurso Regional serão, automaticamente, admitidas ao Concurso Nacional.