ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO E TECNOLOGIA DE SANTARÉM

Assembleia de Escola

Composição
Mesa da Assembleia da Escola:

Presidente: Ana Teresa Silva Veiga Duarte

Vice-Presidente:

Secretário:

Membros por inerência – Convocados (Estatutos da ESGTS, nº. 4 do artº 18º):

Diretor: Sérgio Martins Esteves Cardoso

Presidente do Conselho Técnico-Científico: Maria Goreti de Jesus Damaso

Presidente do Conselho Pedagógico: Julio Manuel de Seixas Pereira Camelo

Presidente da Associação de Estudantes: Ana Beatriz Gonçalves Vinagre Oliveira Reis

Corpo de Docentes:

Dário Elias Félix de Oliveira Rodrigues

Filipe Montez Coelho Madeira

Isabe l Maria Cândida Duarte

Jorge Manuel Ferreira Maria

José Carlos de Almeida Maurício Nunes

Luiz Filipe Martins Rainha

Maria Filipa Silva Ferreira Lima Miranda Nogueira

Sandra Margarida Bernardes de Oliveira

Corpo de Pessoal não Docente:

Cláudia Sofia Melão D’Assunção Braz

Teresa de Jesus Flores Miguel Reis Ferreira

Corpo de Discentes:

Bernardo Fernandes De Aguiar

Rui Oliveira Coelho César

Entidades Externas:
Competências
Compete à Assembleia da Escola (Artigo 21º dos Estatutos da ESGTS ):
  • Aprovar o regulamento de eleição dos membros da assembleia, por maioria absoluta dos seus membros;
  • Eleger o presidente, o vice-presidente e o secretário do órgão;
  • Designar as entidades externas para a composição da assembleia, por maioria absoluta dos membros eleitos;
  • Elaborar e aprovar o regulamento interno, por maioria absoluta dos seus membros;
  • Aprovar o regulamento para a eleição do diretor;
  • Eleger e destituir o diretor, exigindo os atos de destituição a respetiva fundamentação e aprovação por dois terços dos membros efetivos da assembleia;
  • Propor e aprovar a revisão dos estatutos da escola, por maioria absoluta dos seus membros, ouvido o conselho técnico-científico e o conselho pedagógico;
  • Elaborar e aprovar o código de conduta e boas práticas da ESGTS, por maioria absoluta dos seus membros;
  • Apreciar e aprovar o plano de atividades, apreciar o relatório anual e formular propostas sobre a orientação e desenvolvimento da escola;
  • Pronunciar-se sobre qualquer assunto que qualquer órgão da escola ou do IPS entenda submeter-lhe.